Buscar
  • Patricia Ansarah

Sem a desordem, não há transformação.


Você já teve aquela sensação de que vida está uma confusão? Parece que as coisas estão fora de ordem e está difícil enxergar além?

Quando alguém te pergunta como está, você tem vontade de dizer: um caos! Mas diz: tudo bem! Nossa, tenho feito tantas coisas!


E então sua cabeça começa a rodar por todas as áreas da sua vida: trabalho, casa, família, amigos, lazer, saúde, negócios, compromissos, etc. A lista de coisas parece não ter fim..


E pensa: Como é bom ter a vida em ordem!


Bem, a vida em ordem parece mesmo estar sob controle, não é? A ordem contém. Contorna. Adequa. A ordem limita. Acomoda. Na ordem a gente assenta; a gente assimila as nossas experiências e as transforma em conhecimento para aplicá-las ao longo da vida. Que é uma desordem!


Ah, a desordem! Que traz o descontrole. O desaviso. Que provoca e é inquieta.

O que seria do novo se não fosse a desordem? No estado de confusão, de caos, mora a oportunidade de fazer diferente. De a pensar diferente. De romper modelos e contornos. A desordem desafia, provoca o novo. Liberta. Liberta para a inovação. Para a evolução.


Aí vem a ordem e a gente se reorganiza. Toma a rédea. E tudo o que a gente aprendeu na desordem vira conhecimento. Só que a gente quer mais. E, então, a nossa ordem traz uma nova desordem.


Porque sem a desordem, não há transformação.


O processo de Coaching ajuda você a usar o seu melhor potencial na desordem e impulsioná-lo para o seu processo evolutivo enquanto ser humano. Por meio de técnicas e metodologias provocativas, contribui para o auto-conhecimento e para a construção de um plano de ação que te permita ir ao encontro da sua nova organização de vida.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo